serviço educativo / workshop

workshop de performance "cave of forgotten dreams"

por john romão

1 Mar

a 3 Mar

15 eur

sala multiusos

A noção de reenactement, sobretudo associada às artes visuais mas expandindo-se por outros territórios artísticos, está a ganhar relevância e versatilidade no discurso das práticas culturais e artísticas contemporâneas. Agrupando questões centrais da política e da memória, da transmissão da tradição, da apropriação cultural e da capacidade de narrar e encenar a história, o conceito de reenactement pode ser visto através de uma infinitude de aspetos interessantes e pertinentes.

No workshop “Cave of forgotten dreams” propõe-se trabalhar com dois materiais diferentes: por um lado, as pinturas rupestres presentes na caverna de Chauvet-Pont-d’Arc, o testemunho mais antigo de arte da Humanidade; por outro, ações performativas dos anos 60-70, concebidas por Vito Acconci, pioneiro da performance e da arquitetura viscerais.

No workshop, a gruta é aquela do espaço arquitetural e interior do corpo dos intérpretes, onde se processa um novo paradigma de visibilidade. Um paradigma em que o corpo humano é simultaneamente espetáculo, o espaço da performance, o tema e o objeto de prazer e de perigo.

Ao longo de três dias, será concebida uma ação performativa que terá uma apresentação pública mais tarde, durante a 2ª edição da BoCA – Biennial of Contemporary Arts, que em 2019 decorrerá nas cidades de Lisboa, Porto e Braga.

John Romão (1984) estudou Teatro na Escola Superior de Teatro e Cinema (ESTC), frequentou a pós-graduação em Curadoria de Arte da FCSH / Univ. Nova de Lisboa, cursou Estéticas e Teorias da Arte Contemporânea na Sociedade Nacional de Belas Artes de Lisboa, e particiou no curso internacional École des Maîtres, dirigido por Rodrigo García. Em teatro trabalhou com Tania Bruguera, Rodrigo García, Romeo Castellucci, Tiago Rodrigues, Jorge Silva Melo, Jorge Andrade / mala voadora, entre outros. Encenador, dirigiu vários espetáculos, sendo os últimos “Náufrago” (2016) e “Que difícil é ser um deus” (2017). Entre 2006-2017 foi assistente de encenação do argentino Rodrigo García, em todas as suas criações. Em 2010-12 fez assistência de encenação a Romeo Castellucci, na Bienal de Teatro de Veneza. Dá aulas regularmente em instituições públicas e privadas, tais como na Escola Superior de Teatro e Cinema e na Escola Superior de Dança, onde atualmente dá aulas de Práticas Teatrais. É o diretor artístico e programador da BoCA – Biennial of Contemporary Arts.

1, 2 e 3 março (sexta, sábado e domingo)
15:00-19:00 (1 mar)
11:00-18:00 (2 e 3 mar)

inscrição · pré-seleção
Os interessados em participar no workshop devem enviar até 22 de fevereiro de 2019 um email para info@gnration.pt com nome, data de nascimento, fotografia, uma pequena nota biográfica e portfólio.

formador John Romão
classificação etária 18-35 anos
público-alvo estudantes, intérpretes, criadores e interessados em artes e práticas performativas

parceria gnration & BoCA – Biennial of Contemporary Arts
apoios Câmara Municipal de Braga, Direção-Geral das Artes, Fundação Millennium BCP

Created using Figma